Carregando...

AMBBotão Menu

Tribunal de TO conecta 100% das comarcas com sistema único de videoconferência

Exemplo das salas de videoconferência instaladas nos juizados e varas | Ascom TJ-TO

Trabalho alcançou todas as 40 comarcas do Estado

Modernidade e acessibilidade. O Tribunal de Justiça do Tocantins (TJ-TO) conquista o patamar de estar 100% conectado por um único sistema de videoconferência. O objetivo será alcançado nesta semana, após concluir a instalação na comarca de Araguaína (TO), segunda maior do estado, do Sistema de Vídeo Conferência e Audiência do Tocantins (Sivat), utilizando a plataforma licitada Yealink.

O trabalho, iniciado no final do mês de fevereiro, alcançou todas as 40 comarcas nesse início do mês de abril. A conexão virtual de todas as unidades do Poder Judiciário dará mais efetividade aos serviços ofertados pela Justiça. “O Judiciário do Tocantins é reconhecido nacionalmente por sua vanguarda tecnológica e mais uma vez avançamos nesta área com a implantação do sistema de videoconferência próprio do Tribunal”, destaca o presidente do TJ-TO, desembargador João Rigo Guimarães.

Para o juiz Fabiano Ribeiro, diretor do Foro de Araguaína, a instalação das salas de videoconferência nos juizados e varas com competência criminal da comarca “revela não somente o atendimento às determinações do Conselho Nacional de Justiça, mas também o comprometimento do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins em continuar, em meio à pandemia, garantindo a segurança e paz social, sem perder de vista a necessidade de garantia dos direitos essenciais à concretização de um processo penal justo”.

Piloto

A instalação do sistema na comarca de Palmas (TO) foi concluída ainda em 2020, em forma de piloto, sistematizando o processos nas demais comarcas e unidades prisionais do estado. Para a conclusão da implantação do Sivat, um plano de ação dividiu as comarcas em nove roteiros, com duas equipes de TI trabalhando simultaneamente.

De acordo com o diretor de Tecnologia da Informação do TJ-TO, Ernandes Rodrigues da Silva, foram estruturadas salas de depoimento especial, salas de audiências e unidades prisionais. Também foram criadas e testadas contas de acesso com login e senha para todas as unidades dos Cejuscs fazerem o uso da plataforma Yealink via software. No Tribunal de Justiça, para atender o 2° grau, o sistema foi instalado na Presidência, Corregedoria Geral, Câmaras e salas de reuniões.

“Foi feita a implantação de toda a infraestrutura de servidores nos Datacenters A (Tribunal) e B (Fórum), sendo instalados nove servidores que operam em redundância dos serviços nos dois Datacenters, sendo responsáveis por todo o gerenciamento e disponibilização dos recursos da solução de videoconferência, bem como recursos de gravação e armazenamento”, detalhou o diretor, ressaltando ainda que a equipe técnica responsável pela administração da solução e suporte técnicos aos usuários já foi treinada.


Fonte: Conselho Nacional de Justiça 

AÇÕES PARA OS ASSOCIADOS