Carregando...

AMBBotão Menu

Renata Gil prestigia posse de magistrados no TJ-BA

48 juízes substitutos tomam posse no Tribunal de Justiça da Bahia

 

A presidente da Associação dos Magistrados (AMB), Renata Gil, acompanhou a cerimônia de posse de juízes substitutos do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). A solenidade foi realizada nesta segunda-feira (5), transmitida no canal do TJ-BA no YouTube. Clique aqui.

 

O presidente do TJ-BA, desembargador Lourival Almeida Trindade, destacou a importância dos novos magistrados de terem sensibilidade e disposição de assumir uma nova postura capaz de romper com as velhas práticas.

 

“Vossas Excelências ao se dedicarem à essa nova profissão procurem tirar aquele olhar transgressivo, que os ensine a ver pelos entremeios frios da lei – um novo jeito de caminhar pelos novos caminhos da Justiça”, aconselhou o presidente que acrescentou também: “Traz aos céus, que o Direito a ser aplicado pelos senhores e senhoras  vocalize um discurso novo capaz de romper com as velhas práticas dogmáticas e sacralizadas por um positivismo, que reputo anacrônico, por fazer parte de um paradigma que já se esgotou”, concluiu.

 

Durante a solenidade, o juiz Matheus Oliveira de Souza representou os aprovados no concurso nas vagas destinadas a candidatos negros. O magistrado apresentou os números que mostram o racismo estrutural na sociedade brasileira. Para se ter ideia, os últimos anos no país, as mortes violentas de pessoas negras superaram quase 45 vezes as de cidadãos não negros. Cabe acrescentar, os dados do Fórum Nacional da Segurança Pública, em associação com Universidade de São Paulo (USP) que registram 78% dos mortos pelas forças de segurança pública são pretos ou pardos. De acordo com o IBGE, 73% dos desempregados no Brasil são negros.

 

“Esses dados representam, numa reduzidíssima proporção a vergonha que somos expostos. O mito da democracia racial tão arraigado no senso comum brasileiro tornam invisível o racismo que fere, humilha e mata”, apresentou.

 

Ao todo, 48 juízes tomaram posse no Tribunal de Justiça da Bahia. A primeira colocada no concurso de juízes, Camila Macedo dos Santos e Carvalho, discursou sobre o compromisso de o magistrado julgar os casos de forma imparcial.

 

“Hoje, firmamos o compromisso de que o exercício da magistratura por cada um de nós será norteado pela imparcialidade, empatia, sensibilidade e humildade. Que nunca esqueçamos para além de nomes e números, cada processo guarda em si uma história – seja o sertanejo forte citado por Euclides da Cunha; seja das crianças vulneráveis e mulheres guerreiras e ousadas de Jorge Amado; seja do povo da terra tão bem retratado por Itamar Vieira Junior. Tenhamos garra e energia para que possamos fornecer respostas às demandas levadas pelo povo baiano ao Judiciário”, prometeu.

 

A juíza Andrea de Souza Tostes representou os aprovados no concurso nas vagas destinadas a candidatos com deficiência. Para a magistrada, a nomeação representa a concretização da Justiça Social.

 

“Este momento representa não apenas a realização de um sonho, mas um resultado de muito estudo e superação. As barreiras encontradas durante o percurso foram ultrapassadas com resiliência, perseverança, foco e determinação. O caminho foi árduo, de modo que foi preciso ter autoconhecimento, paciência e confiança no nosso potencial. A nossa nomeação para o cargo de juiz substituto no Estado da Bahia representa a concretização da Justiça Social”, discursou.

 

Também participaram do evento o 2º vice-presidente do TJ-BA desembargador Augusto de Lima Bispo; corregedor-geral da Justiça do TJ-BA, José Alfredo Cerqueira da Silva; corregedor das Comarcas do Interior, desembargador Osvaldo de Almeida Bomfim.

 

Também estiveram presentes a corregedora-geral do Ministério Público do Estado da Bahia, Cleonice de Souza Lima, representando a procuradora-geral de Justiça do Estado da Bahia, Norma Angélica Reis Cardoso Cavalcanti.

 

Compareceram na solenidade o presidente do Tribunal Regional da Bahia, desembargador Roberto Maynard Frank; a defensora pública Cássia Moure Orge Lima.

 

A presidente da Associação dos Magistrados da Bahia também esteve presente, Nartir Dantas Weber; a assessora especial da presidência I- Magistrados, Eduarda de Lima Vidal; a secretária judiciária, Bianca Serra Araújo Henkes também participaram do evento.


Jonathas Nacaratte (ASCOM)

AÇÕES PARA O ASSOCIADO