A AMB está realizando um intenso trabalho legislativo com senadores para garantir a votação e aprovação da PEC 63/2013

A presidente da AMB, Renata Gil, e membros das diretorias da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) estiveram nesta quarta-feira (22) no Senado Federal, em constante articulação para a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 63/2013, que institui a Valorização por Tempo da Magistratura (VTM).

Renata Gil esteve com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), para reforçar a importância da proposta. A AMB tem mantido um intenso trabalho legislativo para garantir que a VTM entre na pauta do dia, seja votada e aprovada pelos senadores. Nas últimas semanas, Renata Gil se reuniu com os senadores Romário (PL-RJ), Fernando Bezerra (MDB-PE) e Álvaro Dias (Podemos-PR).

Membros das diretorias da AMB também participaram de reunião com o senador Rafael Tenório (MDB-AL), que assumiu a vaga do senador Renan Calheiros (MDB-AL), licenciado para atuar nas eleições de 2022.

Estiveram no Senado o vice-presidente de prerrogativas da entidade, Ney Costa Alcantara de Oliveira, o coordenador da Justiça Estadual, Frederico Mendes Júnior, o assessor da presidência, desembargador Nelson Missias, o presidente da Associação Mato-grossense de Magistrados (AMAM), Tiago Abreu, o presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Pernambuco (AMEPE), Igor da Silva Rêgo, o juiz do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), Luciano Carrasco Falavinha Souza, a secretária-geral da AMB, Julianne Freire Marques e o secretário-geral adjunto, Fernando Chemin Cury.

A entidade segue em reuniões com senadores para falar da importância de aprovação da proposta que está sendo discutida há 17 anos, e da urgência da recomposição de subsídios dos magistrados, pauta prioritária da AMB.


Laura Beal Bordin (Ascom AMB)

Gostou? Então compartilhe!