Luiz Guilherme Marques

Trata-se de uma abordagem inovadora do CPC de 2015, focalizando aspectos da Parte Geral. Os interessados podem adquirir exemplares do livro junto ao  Núcleo de Trabalho de Integração Social (Nutris), entidade filantrópica localizada em Belo Horizonte (MG) e apoiada pela Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis). Contato: (31) 3485-6035.

Na obra, o autor destaca cinco tópicos que merecem a atenção dos operadores do Direito da 1ª Instância, no novo CPC: A necessidade de conhecimento e aplicação dos princípios constitucionais referentes ao Processo Civil na interpretação das regras processuais; ênfase para o dever de todos os oficiantes no processo da intenção de conciliar as partes; o dever de todos esses oficiantes em contribuir para a duração razoável do processo; as tutelas de evidência e de urgência como ferramentas de efetividade em favor da parte que tem razão; e o dever de todos os oficiantes no processo agirem imbuídos de boa-fé.