Carregando...

AMBBotão Menu

Proteção de dados: AMB receberá consultoria para se adequar à LGPD

| Ascom AMB

Ex-ouvidor do CNJ, Luiz Allemand trabalhará junto à entidade

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) tem se dedicado a seguir as normas da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Para tanto, atuará em parceria com o ex-ouvidor e ex-conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Luiz Allemand. O contrato foi assinado em reunião nesta terça-feira (23) na sede da AMB.

O trabalho avaliará as vulnerabilidades do sistema de tecnologia da entidade para garantir a segurança de dados dos filiados. “Renata Gil dá um passo muito à frente de outras instituições quando abraça essa preocupação com o tratamento e a segurança dos dados dos filiados da AMB”, destacou o sócio-fundador da Allemand Consultoria e Advocacia Empresarial. Todos os colaboradores e fornecedores da associação deverão cumprir as diretrizes.

Ademais, a consultoria de compliance visa identificar as necessidades da associação para que se adeque à legislatura, também no que diz respeito à LGPD penal. “Basicamente, a ideia é ajustar o processo de coleta, de tratamento e de armazenamento de dados para que esteja de acordo com a LGPD, protegendo a privacidade de todos os associados”, explicou o sócio do escritório Gustavo Martinelli.

A maior segurança — não só tecnológica, mas também jurídica — ajudará a reduzir os riscos de vazamento de informações e também o uso indevido delas. A partir do trabalho desenvolvido, a entidade poderá ser certificada com a norma ISO 27.701 pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Assim, uma entidade externa verificará o cumprimento da LGPD.

Também participaram da reunião a presidente da AMB, Renata Gil; o vice-presidente de Prerrogativas, Ney Alcântara; a secretária-geral da associação, Julianne Marques; e o professor e pesquisador em Segurança Digital e Perícia Forense Gilberto Sudré.


Melissa Duarte

Assessoria de Comunicação da AMB

EVENTOS