AMB já é signatária do programa, que conscientiza a população acerca da importância da vacinação prevista no PNI

A Diretoria da AMB acompanhou a cerimônia de adesão de diversas instituições ao Pacto Nacional pela Consciência Vacinal, iniciativa da qual a AMB já é signatária desde abril de 2023. O programa foi lançado em 30 de novembro de 2022 pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), órgão que tem buscado o apoio de entidades de todo o Brasil em prol da vacinação.

“A AMB faz parte dessa importante iniciativa por entender que a soma de esforços é necessária para garantir a proteção da população. Essa é uma luta que precisa do apoio de todas as instituições para ampliar os índices de imunização do Plano Nacional de Imunização (PNI), um orgulho nacional”, afirmou o Presidente da AMB, Frederico Mendes Júnior.

O propósito do Pacto Nacional pela Consciência Vacinal é conscientizar a população acerca da relevância do PNI para a prevenção de doenças, visando a retomada de índices seguros e homogêneos de cobertura vacinal em todo o território nacional.

Na cerimônia realizada na sede do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, assinaram o termo de adesão o próprio MPDFT, a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), e o Governo do Distrito Federal (GDF).

O conselheiro do CNMP e ex-presidente da AMB, Jayme Martins de Oliveira Neto, afirmou que o Conselho busca aumentar a capilaridade da campanha por meio de parcerias com entidades de todo o Brasil.

“Nós estamos buscando levar isso para todos os estados. O governador Ibaneis Rocha (DF) é o 15º governador a aderir ao pacto. Mas não são só os governos: temos buscado times de futebol, sociedade civil. Cartórios extrajudiciais e planos de saúde também já aderiram e hoje conseguimos o apoio importantíssimo da Anvisa, que tem um papel muito relevante. Isso traz muita respeitabilidade ao projeto”, afirmou o Magistrado.

Também participaram da cerimônia desta quarta-feira (21), a Vice-Presidente Administrativa da AMB, Julianne Marques; a Coordenadora da Justiça Estadual da AMB, Vanessa Ribeiro Mateus e o Diretor-Adjunto de Segurança da Região Nordeste da AMB, Desembargador Fábio Ferrário.

Cobertura vacinal em queda

A AMB assinou o termo de adesão ao Pacto Nacional pela Consciência Vacinal no dia 28 de abril de 2023 em evento realizado em Curitiba (PR). A entidade busca unir esforços para manter e aprimorar a vacinação no Brasil, que é referência mundial, entretanto, tem-se observado uma queda na cobertura nos últimos anos.

De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a cobertura da vacinação contra a poliomielite caiu de 98,3% em 2015 para 76,7% em 2022. No mesmo período, a cobertura da primeira dose da vacina tríplice viral caiu de 96,1% para 80,4%, e a da vacina pentavalente passou de 96,3% para 76,8%.

Para a maioria das vacinas, a cobertura vacinal deve alcançar 95% ou mais, para interromper a circulação do agente infeccioso no meio. Segundo o Ministério da Saúde, a sequência de quedas nos índices foi revertida em 2023, mas os valores ainda não retornaram ao patamar anterior.

Henrique Bolgue (Ascom/AMB)

Gostou? Então compartilhe!