Carregando...

AMBBotão Menu

AMB prestigia lançamento da 15ª edição do Anuário da Justiça Brasil

A presidente Renata Gil foi convidada para evento, que contou com a participação de autoridades da Justiça brasileira

Foi lançado nesta terça-feira (29) a 15ª edição do Anuário da Justiça Brasil. O evento contou com a participação da presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil, dos presidentes do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux; do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins; do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministra Maria Cristina Peduzzi; do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso; do Superior Tribunal Militar (STM), Luis Carlos Gomes Mattos; do Conselho de Curadores da Faap, Celita Procópio; da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Cruz; e do procurador-geral da República, Augusto Aras.

As autoridades apresentaram um breve panorama do último ano e suas perspectivas futuras. Em sua participação, Renata Gil, destacou a atuação da magistratura no combate à pandemia. “O Anuário da ConJur vai trazer toda a movimentação da Justiça no ano de 2020, a revolução tecnológica pela qual passou o Poder Judiciário, com a entrega de mais de 30 milhões de sentenças à sociedade brasileira. Sentenças que salvam vidas, com reabertura de hospitais em pandemia, entrega de equipamentos de segurança aos cidadãos, proibição da interrupção do fornecimento de energia elétrica para as pessoas que mais precisam, enfim, mais de 500 milhões de reais entregues diretamente à sociedade.”

A magistrada ressaltou ainda os esforços do Judiciário para promover a acessibilidade ao Sistema de Justiça. “Estamos com a Justiça 4.0 digital e um pedido da AMB de inclusão digital daqueles que não têm acesso ainda à internet. É a Justiça do futuro, é a melhor Justiça do mundo, é a Justiça que mais tem processo tramitando no mundo — 80 milhões de processos. A Justiça brasileira está ao lado do cidadão”, finalizou Renata Gil.

Presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o ministro Luiz Fux disse ser uma honra erguer a voz para comemorar o lançamento do Anuário da Justiça Brasil 2021. “O Anuário permite que se observe todas as atividades da Suprema Corte com total transparência pelas suas informações. Apesar desse momento de distanciamento, é de imperiosa necessidade ler o Anuário para saber o que está acontecendo, mesmo que seja à distância”, disse Fux.

Por fim, cumprimentou os jornalistas pelas “elevadas funções” do Anuário durante todos esses anos. “Queria parabenizá-los e desejar muitos anos de vida ao Anuário, que é preciso nas suas informações com relação a todos os tribunais do país, notadamente o Supremo Tribunal Federal. Vida longa ao Anuário da Justiça!”.

A versão digital do Anuário da Justiça Brasil 2021 é de livre acesso e já está disponível no site anuário.conjur.com.br ou por meio do app Anuário da Justiça. A versão impressa está à venda exclusivamente na Livraria ConJur.

O Anuário da Justiça Brasil é uma publicação da ConJur que tem o apoio da Faap — Fundação Armando Alvares Penteado.


Júia Rodrigues (ASCOM)
*Com informações da Conjur

AÇÕES PARA O ASSOCIADO