Carregando...

AMBBotão Menu

AMB Lab planeja ações para os próximos quatro meses

Ideathon e parceria com ministério foram tratados em reunião

O AMB Lab tem se movimentado para fomentar inovação e tecnologia dentro da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) — da qual se tornou órgão em novembro com a aprovação da reforma do estatuto — e dos tribunais brasileiros. Entre as iniciativas programadas, o desenvolvimento do Ideathon, a realização de oficinas e a parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) se sobressaem durante os próximos quatro meses. Os temas foram abordados em reunião virtual nesta sexta-feira (19).

Para o diretor do AMB Lab, Ângelo Bianco Vettorazzi, o laboratório serve para a AMB pensar os próprios processos e também para os filiados. “Queremos movimentá-lo para que possamos levar adiante a ideia dele e que todos acreditem no AMB Lab. Este ano é de parceria e de realização de projetos”, declarou.

Com previsão de término em 9 de abril, a maratona de habilidades realiza seleção preliminar de soluções e insights tecnológicos apresentados nesta sexta-feira (19). Os projetos devem ajudar o Poder Judiciário a atender e a acolher as vítimas de violência doméstica e familiar.

O laboratório também busca estabelecer cooperação com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) — uma das propostas é de bolsas de pesquisa para a magistratura. Durante a reunião, o vice-presidente de Cultura e Tecnologia da AMB, Thiago Brandão de Almeida, o diretor do AMB Lab, Ângelo Bianco Vettorazzi, e os integrantes da diretoria Esdras Silva Pinto (representante da Região Norte) e Jayder Ramos de Araújo (representante da Região Centro-Oeste) formaram grupo para acompanhar esse trabalho.

O AMB Lab pretende, ainda, promover oficinas de temas como design thinking a fim de aumentar o alcance das ações realizadas. Os magistrados presentes também trocaram experiências acerca de outros laboratórios de inovação dos tribunais brasileiros.

Além dos magistrados, também participaram o representante da Justiça do Trabalho, Ricardo César Lima de Carvalho Sousa, e a coordenadora-executiva da Escola Nacional da Magistratura (ENM), Marcela Bocayuva.


Melissa Duarte

Assessoria de Comunicação da AMB

EVENTOS