Associação dos Magistrados Brasileiros
AMBBotão Menu

AMB atua para aprimorar texto da Previdência em Plenário

Com a expectativa do governo aprovar o texto-base da reforma da Previdência nesta semana, no Plenário da Câmara dos Deputados, integrantes da diretoria da AMB e presidente de associações regionais se reuniram, nesta terça-feira (9), com parlamentares a fim de convencê-los sobre alguns pontos da redação do texto aprovado na semana passada na Comissão Especial da Câmara. Para a entidade, os servidores públicos ficaram prejudicados.

Os magistrados presidentes das associações Fernando Bartoletti (Apamagis) e Elbia de Araújo (Amab) conversaram com o líder do PCdoB, Daniel Almeida (BA), e os deputados João Roma (PRB-BA) e Adolfo Viana (PSDB-BA). A integrante da Secretaria de Prerrogativas da AMB Patrícia Cerqueira e a representante da Amaerj, Flavia Balieiro, também acompanharam a articulação.

Na presença do presidente da AMB, Jayme de Oliveira, conversaram também com os deputados Caca Leão (PP-BA) e Ronaldo Carletto (PP-BA).

Em outro momento, a presidente da Amaap, Elayne Cantuária, e a representante da Amaerj, Flavia Balieiro, conversaram com a deputada Aline Gurgel (PRB-AP).

Frentas
A AMB e as lideranças da Frentas também apresentaram a deputados o posicionamento contrário das entidades ao texto que irá para votação no Plenário. Os magistrados e membros do Ministério Público conversaram com o líder do DEM, Elmar Nascimento (BA), e o deputado Leur Lomanto Júnior (DEM-BA).

Participaram dos encontros o presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), Ângelo Fabiano da Costa, coordenador da Frentas, o presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Fernando Mendes; da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Noemia Porto, além dos presidentes da Apamagis, Fernando Bartoletti e da Amab, Elbia Araujo.

Votação
A expectativa é de que a votação do texto-base ocorra até esta quarta-feira (10). Caso ocorra a aprovação, serão analisados ainda os destaques de lideranças de caráter supressivos.

Pela manhã durante a reunião de líderes, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou acreditar que apenas os partidos de esquerda apresentem destaques à proposta, embora ainda não haja acordo fechado sobre a não apresentação de destaques, por parte dos partidos de centro.

Maia disse, ainda, que é possível que o segundo turno da PEC 6/2019 seja votado até esta sexta-feira.

Campanhas e Eventos