Carregando...

AMBBotão Menu

AMB age contra ataques à magistratura em redes sociais

| Ascom AMB

Entidade não ficará inerte a ameaças e crimes de ódio

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) registrou na tarde desta sexta-feira (18) uma ocorrência policial na delegacia de crimes cibernéticos contra ataques aos magistrados e ao Poder Judiciário. A entidade ofereceu uma representação criminal junto à Polícia Civil do Distrito Federal para investigar comentários postados no Twitter incitando o ódio, ameaçando a integridade e a segurança dos juízes. A AMB cumpre com o seu papel constitucional e com sua responsabilidade de não ficar inerte a ameaças.

A presidente Renata Gil reforçou que a entidade atua contra todo e qualquer ataque ao Judiciário. “A intolerância, incompatível com os princípios constitucionais vigentes, não é admissível. Muito menos atitudes criminosas, que incitam à desordem, o ataque às instituições e, especialmente, à vida de seus integrantes. Estaremos atentos e vigilantes”, afirmou a magistrada.

O vice-presidente de Prerrogativas da AMB, Ney Alcântara, considerou que o ataque sofrido pela magistratura demonstra como alguns perfis fomentam ódio. “Quando, por alguma razão, o indivíduo busca uma incitação pública contra o Poder Judiciário ou mesmo um juiz, ele afronta todos os princípios democráticos do nosso país”, afirmou. Para o magistrado, o caso precisa ser investigado com afinco, pois trata-se de um desrespeito contra as instituições democráticas.


Mahila Lara

Assessoria de Comunicação AMB

EVENTOS