Associação dos Magistrados Brasileiros
AMBBotão Menu

Renata Gil recebe diploma Mulher-Cidadã

A vice-presidente Institucional da AMB e presidente da Amaerj, Renata Gil, foi uma das escolhidas para receber o Diploma Mulher-Cidadã 2018 da Câmara dos Deputados. O resultado foi divulgado nessa quinta-feira (7).

A premiação será no dia 29 de novembro, às 9h, no Plenário Deputado Ulysses Guimarães, da Câmara, e contará com as presenças do presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ); da presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, deputada Ana Perugini (PT-SP); da coordenadora da Secretaria da Mulher da Câmara, deputada Soraya Santos (PR-RJ); da procuradora da Procuradoria da Mulher, deputada Gorete Pereira (PR-CE); da idealizadora do Prêmio Carlota, deputada Laura Carneiro (DEM-RJ); e da secretária nacional de Políticas para Mulheres, Andreza Colatto.

A magistrada foi indicada pela deputada Laura Carneiro e foi a mais votada, com 13 votos. A vereadora do Rio Marielle Franco assassinada, em maio deste ano, e Alzira Soriano (ex-prefeita de Lajes, Rio Grande do Norte) ganharam o prêmio in memorian. Ana Cristina Ferro Blasi (ex-integrante do TRE-SC) e Mônica Spada e Sousa (uma das criadoras do projeto “Donas da Rua”) foram as outras contempladas com o diploma.

O prêmio é destinado às mulheres responsáveis por trabalhos ou ações que tenham contribuído para o pleno exercício da cidadania, na defesa dos direitos da mulher e nas questões de gênero no Brasil.

Dez mulheres foram indicadas e não concorriam.

Diploma Mulher-Cidadã

Desde a primeira edição do prêmio, em 2004, a Câmara dos Deputados já agraciou 35 mulheres, entre elas Ellen Gracie (primeira mulher a presidir o Supremo Tribunal Federal) e Zilda Arns (fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança).

Carlota Pereira de Queirós (1892-1982) foi a primeira mulher brasileira a ser eleita deputada federal pelo Estado de São Paulo, em 1934. Médica, escritora, pedagoga e política, ela participou da Assembleia Nacional Constituinte, entre 1934 e 1935. Também fundou a Academia Brasileira de Mulheres Médicas, em 1950.

*Com informações Ascom/Amaerj

Campanhas e Eventos