Associação dos Magistrados Brasileiros
AMBBotão Menu

Paulo César Neves assume presidência do Fonamec

O vice-presidente de Políticas Remuneratórias da AMB, Paulo César Neves, foi empossado na última quinta-feira (8), como presidente do Fórum Nacional de Mediação e Conciliação (Fonamec). O magistrado, que ficará à frente da entidade durante um ano, assume o compromisso de dar continuidade ao avanço da política consensual em todo o Brasil, com o aumento do número de membros do Fonamec, de forma que as pessoas compromissadas com a política possam participar do Fórum.
Em seu discurso de posse, que ocorreu durante a programação do VI Fonamec, Paulo César mencionou também a necessidade de alteração do estatuto do fórum. “Desejo fazer essa mudança em face da expansão dos últimos anos, com a sua adequação a nova realidade, formalizando as comissões já existentes, descentralizando ao máximo a política, bem como tornando o Fonamec um protagonista das políticas públicas e não mais mero executor como hodiernamente”, destacou.
Ao entregar a presidência, o desembargador César Cury, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), destacou os avanços de sua gestão e se colocou à disposição do Fórum como coordenador do Nupemec do TJRJ. Na oportunidade, foi lançado como último ato do VI Fonamec, o Pacto Nacional pela Mediação. Os participantes elogiaram o documento que tem o objetivo de assumir o compromisso de que se tenha na prática o prestígio dos meios consensuais como forma primeira de solução dos conflitos.
Foram eleitos também os coordenadores do Nupemec o juiz Alexandre Abreu, do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), e o desembargador Raduan Miguel Filho, do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO), 1º e 2º vice-presidentes do Fonamec, respectivamente.  Na ocasião, a conselheira Daldice Santana, presidente da Comissão de Acesso à Justiça do CNJ,  ressaltou a necessidade de melhorar e estreitar a comunicação entre todos os coordenadores.
VI Fonamec  – O corregedor nacional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro João Otávio de Noronha,  palestrou   no evento e destacou a importância da política consensual desenvolvida pelo CNJ e a satisfação de ter o envolvimento de tantos profissionais na busca da pacificação social. Ele ressaltou, ainda, a efetiva parceria entre o Fonamec e o CNJ para materialização da busca do consenso pelo diálogo, que vem tendo resultado na mudança cultural que se deseja no enfrentamento dos conflitos.

Campanhas e Eventos