ACESSO RESTRITO

Carreiras se articulam nos estados para impedir retrocesso com reforma da Previdência

|
_DSC0044 (002)_edit

Traçar estratégias para impedir a aprovação do atual texto da reforma da Previdência (PEC 287/2016), que põe fim a direitos dos trabalhadores da iniciativa pública e privada. Com esse objetivo, o presidente da AMB, Jayme de Oliveira, e representantes de diversas entidades associativas do serviço público se reuniram nesta segunda-feira (6), na cidade de São Paulo, com o deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP).

“Definimos hoje atuar diretamente nos municípios de São Paulo e estamos pedindo que essa ação seja replicada nos demais estados pelas frentes associativas regionais, compostas por diversas carreiras. Vamos às bases eleitorais dos parlamentares em todo o País, para esclarecer a tragédia que é a reforma da Previdência da forma como foi apresentada pelo Poder Executivo”, contou Jayme de Oliveira.

O presidente da AMB informou ao deputado que quase todos os estados já contam com frentes associativas, compostas por entidades representativas da magistratura, do Ministério Público e delegados de polícia, entre outras.

A articulação nas bases eleitorais para discutir a reforma da Previdência, a partir da formação dessas frentes nos estados, foi sugerida pelo próprio deputado federal Arnaldo Faria de Sá, que está apoiando ações em defesa da Previdência Pública.

Esse foi o quinto encontro na base do parlamentar. A AMB tem participado de diversas reuniões com outras entidades e parlamentares para tratar de alternativas ao texto do governo.

Málcia Afonso

É permitida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo publicado no Portal da AMB desde que citada a fonte.