ACESSO RESTRITO

Trabalho da Frentas contra atual reforma da Previdência é discutido em reunião

|
IMG_3893_edit

A atuação das entidades da magistratura e do Ministério Público no Congresso Nacional em relação às propostas de emendas à reforma da Previdência foi tema da reunião da Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas), que aconteceu nesta terça-feira (22), na sede da Conamp, em Brasília.

Os presidentes das associações discutiram as estratégias para coleta de assinaturas nas emendas elaboradas pela Frentas, que tratam da rediscussão da idade mínima para aposentadoria, regras de transição, contribuição dos inativos, pensões por morte, entre outros.

Assumindo temporariamente a presidência da AMB, a juíza Maria Isabel da Silva ressaltou a preocupação com o texto que está tramitando na Câmara. “O trabalho de coleta de assinaturas para acolhimento das emendas elaboradas é árduo, porém o engajamento da magistratura será vital para atingirmos nosso objetivo, qual seja, possibilitar a discussão das distorções do sistema previdenciário encartado na PEC 287/2016″, afirmou.

É permitida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo publicado no Portal da AMB desde que citada a fonte.