ACESSO RESTRITO

Henrique Ávila toma posse como conselheiro do CNJ

|
Principal_edit

O advogado Henrique de Almeida Ávila foi empossado nesta terça-feira (14) no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), onde ocupará por dois anos uma das vagas destinadas a representantes da sociedade. Ele assume o lugar ocupado anteriormente pelo conselheiro Fabiano Silveira. A cerimônia de posse foi realizada na sede do CNJ, em Brasília, antes do início da 34ª Sessão Extraordinária do órgão.

Em seu primeiro dia como conselheiro, Ávila disse que pretende enfrentar a morosidade na prestação jurisdicional e colaborar com atuação firme do Conselho.  “O Conselho, dentro de suas missões constitucionais, tem plena capacidade de colaborar com o Poder Judiciário no enfrentamento desse tema relevante”, disse o advogado.

“O conselheiro Henrique Ávila é extremamente preparado e temos a plena certeza de que dará uma grande contribuição ao CNJ”, afirmou o presidente da AMB, Jayme de Oliveira.

A sessão solene foi comandada pela presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lucia, que deu boas-vindas a Ávila. “Tenho certeza que o senhor em muito contribuirá para que nossos trabalhos sejam cada vez mais em benefício do cidadão jurisdicionado e do Judiciário brasileiro. Seja muito bem-vindo”, disse a ministra.

Indicado pelo Senado Federal, Henrique de Almeida Ávila tem 33 anos, é advogado, doutorando, mestre e professor de Direito Processual Civil na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e no Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP). É ainda membro do Instituto Brasileiro de Direito Processual (IBDP) e do Comitê Brasileiro de Arbitragem (CBAr).

O novo conselheiro do CNJ foi sabatinado, em 5 de outubro de 2016, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado. O plenário da Casa aprovou a indicação em 9 de novembro. O decreto presidencial com a sua nomeação foi publicado no Diário Oficial da União do dia 2 de janeiro.

Também estiveram presentes à solenidade, entre outras autoridades, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Sepúlveda Pertence; o vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins; o vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada; o conselheiro do Tribunal de Contas da União (TCU) e ex-conselheiro do CNJ Bruno Dantas; e o presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia.

Foto: Gláucio Dettmar/Agência CNJ

É permitida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo publicado no Portal da AMB desde que citada a fonte.