Associação dos Magistrados Brasileiros
AMBBotão Menu

Nota de pesar pelo falecimento do desembargador Limongi

Nota de pesar

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), maior entidade representativa da Magistratura nacional, nas esferas estadual, trabalhista, federal e militar, vem a público manifestar profundo pesar pelo falecimento do desembargador aposentado Celso Luiz Limongi, nesse domingo, 23 de setembro.

Natural da capital paulista, Limongi se formou na PUC-SP, em 1966. Foi vice-presidente da AMB e presidente da Associação Paulista dos Magistrados (Apamagis), atuou como juiz de Direito de 1ª, 2ª e 3ª entrâncias e da especial, e, ainda, como juiz do extinto Tribunal de Alçada Criminal de São Paulo. Se tornou desembargador em 1988 e foi presidente do TJ paulista no biênio 2006/07.

Depois da aposentadoria, fundou com suas sócias Viviane Limongi e Cíntia Limongi, a Limongi Sociedade de Advogados, escritório de atuação diversificada, com vocação multidisciplinar, em todo o Brasil, incluindo Tribunais Superiores.

Em sua última sessão como convocado no STJ, Limongi se despediu do Judiciário, dizendo “não quero sequer imaginar a nau do Poder Judiciário, que tanto amo, navegando sem rumo, bordejando, por falta de vento, ou melhor, de coragem dos juízes, aliados a tibieza do Legislativo e conformados com a hipertrofia do Executivo”.

Neste momento triste, a AMB se solidariza com familiares, amigos e colegas da magistratura. A presidência do TJSP decretou luto oficial por três dias em todo o Poder Judiciário paulista.

O velório será realizado no Cemitério de Congonhas, sala H, na Rua Ministro Álvaro de Sousa Lima, 101 – Jardim Marajoara – São Paulo/SP, das 7 às 13 horas desta segunda-feira, 24, de onde seguirá para sepultamento no mesmo cemitério.

Jayme de Oliveira
Presidente da AMB

Campanhas e Eventos