Associação dos Magistrados Brasileiros
AMBBotão Menu

Ministro Lewandowski lê nota pública da AMB em julgamento do Inquérito 4435

Crédito: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), leu a nota pública da AMB a respeito do julgamento do Inquérito 4435, concluído na tarde desta quinta-feira (14) pelo Plenário da Corte. Por maioria (6 a 5), a Corte fixou o entendimento de que a Justiça Eleitoral é competente para julgar crimes comuns conexos com delitos eleitorais.

A leitura da nota assinada pelo presidente Jayme de Oliveira e divulgada nessa quarta-feira (13) em razão de manifestações veiculadas em redes sociais se deu ao final do voto do ministro. Para a AMB, é “inadmissível que se levante parcialidade ou dúvida de qualquer ramo do Poder Judiciário, em especial da Justiça Eleitoral, reconhecidamente a mais eficiente do Brasil, integrada por juízes qualificados, preparados, independentes e responsáveis”.

Repercussão na imprensa
A nota divulgada pela AMB repercutiu no Estadão, Consultor Jurídico, Jornal Do Brasil On-line, Uol Notícias, IstoÉ Dinheiro, DCI Online e Estado de Minas, Tribuna do Paraná, O Povo (CE), e A Crítica (MS). Na nota, o presidente Jayme de Oliveira afirma que “o combate à corrupção, no que respeita ao Judiciário, é compromisso de todos os juízes que, diga-se, têm cumprido de maneira exitosa, em todos os recantos do Brasil, os compromissos constitucionais e legais”.

Campanhas e Eventos