Associação dos Magistrados Brasileiros
AMBBotão Menu

Martha Halfeld, primeira brasileira a ser eleita para um tribunal da ONU, participará do VI Enaje

Juíza titular da 3ª Vara do Trabalho de Juiz de Fora (MG), Martha Halfeld Schmidt é a primeira brasileira a ocupar um cargo no Tribunal de Apelações das Nações Unidas (Unat – ONU). Em novembro, no dia 5, ela falará aos participantes do VI Encontro Nacional de Juízes Estaduais (Enaje) sobre suas atividades, a experiência, os primeiros meses de trabalho, e a importância das Nações Unidas para o mundo.

Revezando-se entre o trabalho em Juiz de Fora e a corte de apelação em Nova Iorque, a juíza destaca que a seleção dos juízes para o sistema formal de Justiça obedece a critérios rigorosos. Para se credenciar à disputa, Martha Halfeld foi selecionada pelo Conselho de Justiça Interno da ONU e passou por três etapas: análise de currículo, exame de julgamento e carta de motivação. Em seguida, fez uma prova escrita e entrevista na cidade de Haia, na Holanda.

“A experiência no Unat é um enorme desafio, pois as decisões colegiadas ocorrem entre juízes de diversas origens, línguas e culturas. Alguns são originários de sistemas jurídicos romano-germânicos e outros de sistema de Common Law. Além disso, diversas são as regulações aplicáveis, segundo as agências internacionais envolvidas. As ações envolvem gente de diversas origens geográficas, religiosas e culturais, o que exige esforço de compreensão das realidades locais sob a ótica global”, pontua a magistrada eleita em novembro de 2015, em votação durante a Assembleia Geral da ONU.

Martha Halfeld  tomou posse em julho em 2016 e seu mandato vai até 2023.

Sobre o Unat

O Unat é a última instância do sistema de Justiça interno das Nações Unidas e tem o objetivo de rever  recursos contra julgamentos feitos pelo Tribunal de Disputas (UNDT) que julga reclamações de servidores e de ex-servidores.  As Nações Unidas contam hoje com 193 países-membros no mundo e o Brasil é um de seus membros fundadores.  O principal instrumento para atingir seus objetivos é o diálogo entre os Estados-membros e o acolhimento das negociações. 

VI Enaje

Com o tema “Ética, independência e valorização da Magistratura”, o VI Enaje acontecerá entre os dias 3 e 5 de novembro, em Porto Seguro e Arraial d’Ajuda, na Bahia. O encontro, que já conta com mais de 500 inscritos, trará uma programação voltada para estimular a reflexão dos participantes sobre os temas propostos. Clique e saiba mais: http://www.amb.com.br/enaje/2016

Campanhas e Eventos

Logomarca dos VIII Jogos Nacionais da Magistratura