Locais

  1. JOÃO PESSOA - PARAÍBA

Terceira cidade mais antiga do Brasil, a capital João Pessoa possui uma história de mais de 428 anos (fundada em 1585), bem guardada nos seus monumentos e preservada no verde, uma de suas características mais fortes e que lhe rendeu o reconhecimento internacional de segunda cidade mais arborizada do mundo, atrás apenas, de Paris na França.


A cidade, que nasceu às margens do Rio Sanhauá, cresceu em direção ao mar. Dona de um litoral privilegiado, possui cerca de 25 quilômetros de praias urbanas, todas belas, limpas e quase intocadas, sua marca registrada.


Ponto mais próximo do continente africano, considerada o “Extremo Oriental das Américas”, onde os primeiros raios solares despontam na América do Sul, João Pessoa conserva, durante todo o ano, uma temperatura em torno de 29º C, o que é um convite ao lazer e ao descanso nas águas azuis de suas praias: Bessa, Manaíra, Tambaú, Cabo Branco e toda a Costa das Piscinas, além de suas piscinas naturais, corais e ambientes recifais.


A cidade de João Pessoa respira alegria e cultura e tem eventos fantásticos capazes de atrair milhares pessoas. Dentre eles, destacam-se o Concerto de Natal, o Réveillon, Estação Nordeste, Prévia Carnavalesca “Folia de Rua”, festas juninas e muitos outros.
Uma das capitais que emergem como um forte destino turístico no Nordeste do Brasil é a capital paraibana, cidade que vem apresentando grande crescimento do fluxo de turistas todos os anos, guardando características de uma pequena e bucólica cidade, tanto pelas dimensões geográficas, quanto pela simpatia e carisma de seus moradores. São cerca de 900 mil habitantes que se empenham em fazer da capital um lugar aconchegante para receber o turista.


A limpeza constante das ruas, logradouros, praças e praias, tem sido um dos principais elogios feitos por quem visita a cidade. O passeio por praias limpas é garantido. O banhista é aconselhado a não jogar lixo nem depredar os corais, o que garante a beleza e a preservação do patrimônio natural para as próximas gerações.


A capital pessoense tem no seu litoral uma obra de arte. Uma tela que possui quilômetros de comprimento, feita para ser admirada, vivida, mergulhada e sentida. Nas suas praias urbanas, a natureza é cercada de opções, o sol que chama para um banho, o mar pede um mergulho, a orla propõe uma caminhada e a noite que convida para desfrutar dos bares e restaurantes, que oferecem sempre bom-gosto. Os litorais norte e sul são próximos da cidade e longe da urbanidade. Um lugar feito para esquecer os problemas ao som do mar, das águas claras e das falésias coloridas. João Pessoa eleva o espírito!


João Pessoa possui a maior reserva de Mata Atlântica em área urbana do país. O verde não se resume à floresta, ele esta nas praças, nos canteiros das ruas, no Jardim Botânico, nos jardins residenciais e até onde for a criatividade do pessoense para conviver com a natureza. João Pessoa é um lugar de janelas abertas, para que a brisa entre no quintal e o verde salte aos olhos. 


É possuidora de um vasto acervo histórico-arquitetônico formado, principalmente, de construções barrocas. A presença das ordens religiosas deu à cidade monumentos que, ainda hoje, impressionam pelo seu vigor e pela beleza de sua construção. A religiosidade dos seus colonizadores presenteou a capital paraibana com templos de grande beleza arquitetônica, entre os quais se destacam: o conjunto de São Francisco, o Mosteiro de São Bento e a Capela da Ordem Terceira do Carmo. João Pessoa não tem só passado, tem herança!
A cidade considerada uma das capitais mais seguras e tranqüilas do Brasil, onde desfrutar desse sossego, da brisa e das águas mornas do mar é um privilégio que todos devem experimentar.


Esta é João Pessoa, uma cidade que preserva o passado para as gerações futuras e que se orgulha de receber bem quem a visita.