Associação dos Magistrados Brasileiros
AMBBotão Menu

Diretoria da AMB se reúne com presidentes das associações de magistrados da Região Nordeste em Teresina

Ascom AMB

Os presidentes da AMB, Jayme de Oliveira, e da Associação dos Magistrados Piauienses (Amapi), Thiago Brandão, reuniram-se, nesta sexta-feira (13), com os presidentes das associações de magistrados da região Nordeste para discutir temas de interesse da magistratura, como a Resolução 219/2016, que prevê a distribuição de servidores, cargos e função de confiança nos órgãos do Poder Judiciário de primeiro e segundo graus; a permuta entre os magistrados estaduais; o XXIII Congresso Brasileiro de Magistrados, dentre outros. O encontro aconteceu no Hotel Metropolitan, em Teresina, Piauí.

Na ocasião, também foram abordados o Provimento 64/2017, que dispõe sobre diretrizes gerais para o pagamento dos subsídios dos magistrados brasileiros, sob a jurisdição do CNJ; os ataques que o Poder Judiciário vêm sofrendo e a política remuneratória da magistratura estadual.

Jayme de Oliveira abriu os trabalhos e destacou a importância do encontro para os magistrados da região Nordeste. Defendeu a importância da aprovação das permutas pelos tribunais entre os magistrados estaduais. “Esse é um tema prioritário para a magistratura brasileira. A magistratura é nacional e a permuta integra o quadro de garantias institucionais e fortalece a autonomia dos Tribunais”, afirmou Jayme de Oliveira.

De acordo com o coordenador da Justiça Estadual da AMB, Frederico Mendes Júnior, é necessário haver mais encontros com os magistrados da região Nordeste. “Com a organização do presidente da Amapi, Thiago Brandão, tivemos a oportunidade de destacar pontos importantes e delicados que a magistratura enfrenta. O Judiciário brasileiro assumiu um protagonismo nos últimos anos, e todas as questões relevantes têm incomodado muita gente. Por isso, devemos nos reunir mais e lutarmos pela valorização da classe”, frisou.

Thiago Brandão, anfitrião do encontro, agradeceu a participação dos dirigentes da AMB e da região Nordeste, e salientou a união em prol de melhorias para o Poder Judiciário diante dos grandes desafios. “Sabemos do momento delicado que o País atravessa e das intenções de desacreditarem o Judiciário e os juízes perante a sociedade. Por isso, mais do que nunca, a classe precisa estar unida, atenta e mobilizada”, defendeu o presidente da Amapi.

Participaram da reunião a vice-presidente de Direitos Humanos da AMB e presidente da Asmeto, Julianne Marques; a diretora da AMB, Maria Rita Manzarra; o presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Alagoas (Almagis), Ney de Alcântara; o presidente da Associação dos Magistrados do Rio Grande do Norte (Amarn), Herval Sampaio; a presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba (Ampb), Maria Aparecida Sarmento Gadelha; o presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Pernambuco (Amepe), Emanuel Bonfim; o presidente da Associação dos Magistrados do Maranhão (Amma), Ângelo Santos; o presidente da Associação Cearense de Magistrados (ACM), Ricardo Costa; e o presidente da Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase), Marcos de Oliveira Pinto. Os desembargadores do Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI), Sebastião Ribeiro Martins e Edvaldo Pereira de Moura; o diretor da Escola Superior da Magistratura do Piauí (Esmepi), e os juízes Maurício Queiroz, Carmen Ferraz, Leonardo Brasileiro, Italo Gurgel e Thiago Aleluia, também participaram do encontro.

*Com informações da assessoria de imprensa da Amapi

Campanhas e Eventos