Associação dos Magistrados Brasileiros
AMBBotão Menu

Clóvis de Barros Filho fala sobre “A vida que vale a pena ser vivida” no XXIII CBM

Com o objetivo de propor reflexões sobre conceitos de excelência, felicidade e comprometimento, o professor Clóvis de Barros Filho estará presente no XXIII Congresso Brasileiro de Magistrados (CBM), com a palestra “A vida que vale a pena ser vivida”. O encontro ocorrerá entre os dias 24 e 26 de maio de 2018, em Maceió (AL).

Jornalista, doutor e livre-docente na área de Ética pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), Clóvis de Barros Filho tem mais de 30 anos de experiência acadêmica. Durante sua carreira, foi autor de mais de 15 livros, entre eles o best-seller que leva o nome de sua apresentação no evento. Há 10 anos, atua como palestrante e consultor de grandes empresas.

Conhecido por suas abordagens inusitadas e bem-humoradas sobre dilemas da vida profissional e pessoal comuns a todos, ele estimula o público a encontrar, em si, novas formas de se alcançar mais produtividade e alegria no cotidiano. Seus argumentos ganham ainda mais força com referências filosóficas e de grandes pensadores da humanidade. “A vida que vale a pena ser vivida” já foi assistida por mais de 300 mil pessoas.

“Viver é um desafio. Diante de nós, sempre apresentam-se inúmeras possibilidades. Ser humano é ser ético, pois ética é a atividade de escolher a melhor vida a viver”, diz ele em uma de suas palestras.

O Congresso

Com o tema central “A politização do Judiciário ou a judicialização da política?”, o XXIII Congresso Brasileiro de Magistrados é uma realização da AMB em parceria com a Associação Alagoana de Magistrados (Almagis). O encontro tem como principal objetivo discutir questões polêmicas que interferem na atuação da magistratura e buscar alternativas de soluções.

Os painéis abordarão temas como o protagonismo da Justiça; sobrecarga do Judiciário; segurança dos magistrados; psicologia e magistratura; prerrogativas e direitos da magistratura; o Parlamento e o Judiciário; o Executivo e o Judiciário; Justiça Eleitoral; os meios eletrônicos de comunicação e a magistratura; associativismo; e novos magistrados.

Clique aqui e inscreva-se no XXIII CBM

Campanhas e Eventos