Associação dos Magistrados Brasileiros
AMBBotão Menu

AMB discute com líder do governo projetos e diretrizes de interesse da magistratura

AMB discute com líder do governo projetos e diretrizes de interesse da magistratura
Foto - Ascom AMB

O presidente da AMB, Jayme de Oliveira, o vice-presidente de Planejamento Estratégico, Previdência e Assuntos Jurídicos da entidade, Nelson Missias de Morais, e o presidente da Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis), Maurício Torres Soares, reuniram-se nesta terça-feira (12), com o primeiro vice-presidente da Câmara dos Deputados, Fábio Ramalho (PMDB/MG), para discutir diretrizes e projetos de interesse da magistratura brasileira. Os principais assuntos foram o teto remuneratório, abordado pelo Projeto de Lei (PL) 6726, e a reforma da Previdência (PEC 287/16).

Para os magistrados, a reunião foi bem sucedida. “A AMB tem percorrido os gabinetes, participado de reuniões da comissão especial da Câmara que elabora parecer sobre a matéria. É fundamental passarmos aos parlamentares a realidade da magistratura e mostrarmos que não recebemos acima do teto constitucional. Esperamos, com isso, contribuir para um texto final que preserve nossos direitos”, afirmou o presidente da Associação.

Articulação

Segundo Nelson Missias, “as articulações são importantes, em momentos mais graves para tentar reverter o quadro danoso que a magistratura atravessa neste momento de debate. O deputado Fabio Ramalho tem sido um grande articulador e parceiro da toga no Congresso Nacional, em destaque para com a AMB, e tem colaborado muito para que possamos reverter o quadro difícil que temos enfrentado no ano de 2017. Temos convicção que superaremos este momento ruim, a qual a magistratura atravessa. A AMB tem atuado para que isso aconteça, trabalhado de forma consciente e muito bem organizada, sob a liderança do presidente, Jayme de Oliveira”.

“A participação da AMB foi imprescindível e tem ditado as diretrizes para que nós, presidentes, sigamos falando em uma só voz e tom, com os congressistas. É muito importante essa sintonia que a AMB permite, que façamos entre nós, presidentes das regionais”, concluiu Maurício Torres.

Campanhas e Eventos

Logomarca dos VIII Jogos Nacionais da Magistratura