Associação dos Magistrados Brasileiros
AMBBotão Menu

AMB comparece à posse da nova diretoria da Amase

Foto: Ascom/Amase

Tomou posse, na última segunda-feira (5), a nova diretoria da Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase) para o biênio 2018/2019. O dirigente da AMB, Jayme de Oliveira, esteve presente na cerimônia, realizada em Aracajú, para prestigiar o presidente Marcos de Oliveira Pinto, que assume o cargo antes ocupado por Antônio Henrique de Almeida Santos.

“Antônio Henrique sempre teve um papel extraordinário, um grande destaque na magistratura sergipana. Marcos, que assume agora, me convidou, e vim trazer o apoio de toda a magistratura brasileira para a magistratura sergipana, que ganha força a cada gestão pelo trabalho que faz aqui e em Brasília, especialmente em colaboração com a AMB”, disse Jayme de Oliveira.

Ele ainda enfatizou o apoio que as associações devem ter de seus filiados e afirmou que, diante do atual momento, a classe deve manter a tranquilidade. “Temos condições de reverter este momento e esta situação. Os magistrados devem dar todo suporte e se unirem-se às suas associações para que ganhem força nas discussões nacionais, nas discussões com outros poderes, o Executivo e o Legislativo”, afirmou o presidente da AMB.

De acordo com Marcos de Oliveira, os principais temas que ocuparão sua agenda serão “a defesa intransigente das prerrogativas da magistratura, assim como os direitos dos magistrados aposentados e das pensionistas, o aprimoramento das regras de organização judiciária, inclusive com a criação de novas vagas de primeiro e segundo graus de jurisdição, a implantação de melhores condições de trabalho aos magistrados e magistradas, a fim de lhes preservar a saúde e promover a devida segurança pessoal, além da democratização do Judiciário, notadamente quanto as eleições diretas para os Tribunais”.

O ex-presidente Antônio Henrique de Almeida Santos despediu-se, agradecendo a todos que participaram de sua gestão e afirmou não ser fácil representar os magistrados em um momento em que são alvo de muitas críticas. “Eu percebo que os ataques demonstram a grandiosidade da magistratura brasileira, porque em meio a tantos escândalos, crises seríssimas, se consegue atacar a magistratura com coisas de menor importância”, afirmou. Ele dirigiu elogios, também, ao novo presidente. “Marcos tem duas características fundamentais para um magistrado: coragem e ponderação. O magistrado não pode ser covarde e ao mesmo tempo não pode ser açodado, e Marcos é corajoso e proativo”.

Equipe

A equipe empossada é formada pelo vice-presidente geral, Gustavo Adolfo Plech Pereira; o secretário-geral, Roberto Alcântara de Oliveira Araujo; do vice-presidente de Patrimônio e Finanças, Diógenes Barreto e a vice-presidente de Relações Institucionais, Dauquíria de Melo Ferreira. O Conselho Consultivo e de Defesa das Prerrogativas da Magistratura têm à frente Henrique Gaspar Mello de Mendonça, Cláudia do Espírito Santo e Karyna Torres Gouveia Marroquim Abdala.

O evento contou, ainda, com a presença de autoridades sergipanas do Poder Executivo, representado pelo vice-governador, Belivaldo Chagas; e o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cezário Soqueira Neto; e do Poder Legislativo, representado pelo deputado Garibalde Mendonça, vice-presidente da Assembleia Legislativa do Estado; entre outras.

Com informações da Amase

AL

Campanhas e Eventos

Logomarca dos VIII Jogos Nacionais da Magistratura